Por que não comprar mais barato? 1

A pirataria no Brasil é algo muito comum e popular (e me perdoem por não encontrar fontes). Apesar de ser crime, parece que aumenta a cada dia. Vou tentar me limitar aqui à pirataria de conteúdo intelectual.
Acho que não é qualquer um que pode ter uma idéia. Ainda mais uma boa idéia. É natural que esses iluminados queiram receber algo por isso. Não é fácil compor uma música ou escrever um livro. São coisas que demandam tempo. Não é um hobby e sim uma profissão, portanto precisam ser remunerados pelo trabalho.
As leis de direito autoral no Brasil são horríveis. Você não pode sequer copiar seu próprio texto se ele já foi publicado, isso é considerado plágio. É, você pode ser acusado de roubar sua própria obra.
O pior é que essas leis não impedem a pirataria, que só se prolifera. É possível encontrar livros inteiros digitalizados para download na internet, de graça. Músicas são transferidas aos montes nas redes Peer-to-peer.
O mesmo acontece com programas de computador. Softwares são quebrados e disponibilizados para quem puder baixar. Sem se preocupar com as empresas e seus funcionários que investiram tempo e dinheiro.
Eu, que sou programador (ou pelo menos quase), sei quanto trabalho é necessário para fazer um software. Eu, como músico (ou pelo menos quase), sei quanto trabalho é necessário para compor uma música. E também já tentei escrever livros (embora não tenha terminado nenhum), e é algo que também dá trabalho. E, talvez, mais difícil do que isso seja publicar esse trabalho. E não só por isso sou contra a pirataria.
O principal problema do Brasil são os impostos. Quem copia e vende ilegalmente não paga nenhum e quem faz todo o trâmite legal paga absurdos. Sem contar o tempo que leva toda a burocracia.
Se quiser adquirir o Windows Vista Ultimate nos EUA, vai desembolsar cerca de $200,00 (R$ 462,00; por causa da crise). Se quiser o mesmo software aqui, vai precisar de pelo menos R$800,00 (preço provavelmente ainda não afetado pela crise). Não vale a pena. Investir R$300 num software desse calibre seria aceitável, mas R$800…
E isso incentiva a pirataria.
Eu realmente só tenho o Windows original porque consigo obtê-lo de graça, através do MSDNAA (Micrsosft Developers Network Academic Alliance, vou deixar isso para um post futuro).
Pelo menos isso está melhorando. CDs de música e computadores estão ficando mais baratos. Hoje em dia é possível encontrar CDs originais por cerca de R$20,00, isso falando de bandas internacionais, produtos importados. Não é um alto preço por boas músicas. O famoso livro de Dan Brown, O Código Da Vinci, é vendido por uns R$30,00 em grandes lojas. Está até barato.
Mesmo assim eu não deixo de ser contra a pirataria. Apesar de toda a corrupção que sabemos que existe no governo, deixar de arrecadar os impostos faz aumentá-los pra quem paga. E essas cópias ilegais não contribuem com os autores.
Finalizando, eu quero receber pelo meu trabalho. Considerando isso, não só aceito como faço questão de contribuir pelo trabalho dos outros. Então, compro produtos originais sempre que posso. Quando não, principalmente com softwares, procuro uma alternativa livre. E enfim, quando perdi todas as minhas esperança, me vejo obrigado a adquirir coisas pirateadas.
Não venha me roubar, pago por aquilo que acho que tenho que pagar.
[[Imagem extraída de http://www.terra.com.br/…/1928_mapa_da_pirataria.htm]]

One comment on “Por que não comprar mais barato?

  1. Reply Dalleck out 13,2008 21:16

    Bom, eu sou a favor da pirataria… Até que conciliem as taxas alfandegárias e impostos com o nosso bolso. Realmente, os CDs estão diminuindo o preço, isso é ótimo, mas ainda assim, eu acho que isso é uma faca de dois gumes pro artista. Quem tem mais prejuízo com a pirataria de CDs e DVDs é a gravadora. E imagino que o artista ganha muito mais com shows e apresentações na mídia. E a pirataria ajuda muito na divulgação; acredito que muita banda com público grande, não ia ter nem a metade sem a pirataria.

    Esse vai ser o tema do meu próximo post, gostei =D E vou citar esse, se não tiver direitos autorais, hehe…

Deixe uma resposta