Na ponta da língua — Dicionários e Tesauros 6

Em algum momento, esgotamos em usar as palavras que conhecemos. Invariavelmente, nosso vocabulário é limitado – ainda mais limitado do que o léxico do idioma – e somos obrigados a nos repetir, especialmente ao escrever um romance de quarenta mil palavras. Isso quando não acontece de simplesmente esquecermos qual é a palavra que procuramos, chegando naquele ponto de quase lembrar, sem passar disso.  Então precisamos de uma referência para descobrir e relembrar vocábulos e termos, para evitarmos ao máximo a própria repetição, pois ela deixa o texto enfadonho. Do mesmo modo, o contato com um número grande de palavras dificulta o conhecimento do significado de cada uma delas. Por mais que você tenha certeza de qual conceito aquele termo representa, às vezes você descobre que não era nem algo parecido. Afinal, a mente humana não é uma fonte confiável.

Para nosso contentamento (ou nem tanto, como especificarei mais abaixo) existem duas fontes que nos ajudam a resolver ambos os problemas: dicionários e tesauros.

Dicionários

O famigerado “pai-dos-burros” já deve ser conhecido por todos. Um dicionário contém um conjunto de palavras associadas a seus respectivos significados. Isso ajuda a se ter certeza de que se está escrevendo a palavra com a ortografia correta, e auxilia também na diferenciação de homônimos (como seção, sessão e cessão). Além disso, é válido usá-lo quando surge a dúvida de que a palavra realmente significa aquilo que você imagina (algo que ocorre comigo com frequência, não sendo à toa que tenho sempre um dicionário a mão enquanto escrevo).

Existe uma variedade muito grande de dicionários disponíveis online, como o Dicio e o Wikcionário (que é uma versão colaborativa no mesmo molde da Wikipédia). Se você utiliza o navegador Google Chrome, existe um add-on que permite pesquisar a palavra selecionada ou digitada em um dos dicionários online disponíveis.

Dicionário

Tesauros

Uma referência muito mais obscura, embora talvez seja conhecida por outros nomes como “dicionário analógico” ou “dicionário de palavras afins”, é o tesauro. O termo vem do latim thesaurus, que significa “armazém”. Este consiste em uma lista de vocábulos associados a outros termos relacionados, podendo ser sinônimos, antônimos ou outras palavras na mesma área de domínio.

Como um exemplo, pense na palavra “calor”. Num tesauro você pode encontrar um sinônimo, como “ardor”; um antônimo, como “frio”; e/ou palavras relacionadas, como “fogo” ou “calefação”.

Ao contrário dos dicionários, tesauros são extremamente difíceis de encontrar online (ao menos em português). Após gastar bom tempo na pesquisa, encontrei apenas dois, ambos pequenos e simples, um sendo parte de uma página pessoal e outro uma página colaborativa, que conta apenas com treze mil verbetes (sim, isso é pouco, um dicionário de bolso costuma ter mais de vinte mil verbetes) e contém apenas sinônimos. O programa Microsoft Word possui um dicionário de sinônimos embutido, que pode ser útil em alguns casos, mas este também está longe de ser completo. Alguns termos no Wikcionário possuem sinônimos e antônimos listados, mas não é algo com o que se possa contar.

Quanto a versões impressas de tesauros, encontrei, sim, algumas, mas nada supera o poder de uma busca digital e, convenhamos, o volume que uma cópia física ocupa é bem incômodo (principalmente quando você precisa segurá-lo e folheá-lo ao procurar algo).

Conclusão

Enfim, essa duas ferramentas são essenciais para a escrita, ajudando a não cair nas armadilhas semânticas, a evitar coloquialismos e regionalismos e também a não se repetir com frequência (em algum momento inevitavelmente acontecerá, mas tente evitar ao máximo). Apesar de tesauros serem escassos (o que me faz pensar seriamente na ideia de criar um), dá para caçar algumas informações esparsas pela internet. Agora, quanto a dicionários, não há desculpa: todos conhecem e existem muitas opções gratuitas.

PS (31/10/2013): Não conhecia antes e não sei quando surgiu, mas o Dicionário Criativo é uma excelente ferramenta, contando com definições, sinônimos e palavras relacionadas.

6 thoughts on “Na ponta da língua — Dicionários e Tesauros

  1. Reply Paula out 31,2013 8:37

    Obrigada! Foi muito útil!

  2. Reply Hector nov 11,2013 10:33

    Muito obrigado! Ajudou bastante!
    Muito bom ter surgido esse Dicionário Criativo, ele é realmente o que eu precisava!
    Abraços

  3. Reply Djanira Felipe fev 28,2015 23:20

    Gostei da forma de esclarecimento para os diferentes tipos de textos.

  4. Reply Raimundo maio 14,2017 23:31

    Oi,
    Quando vou procurar alguma palavra, eu geralmente coloco no “Google” para pesquisar, e digita algo como “bosque sinônimo”, ou “bosque antônimo”, e vou entrando em novos links baseados na pesquisa ou coisas semelhantes.

Deixe uma resposta