Teatro 2

— Você está nervoso, né?
— É que vou fazer o teste para um papel.
— Eu também, mas estou tentando relaxar, você deveria fazer o mesmo.
— Bem que eu queria, mas está difícil.
— Você vai fazer o teste para qual papel?
— Vou tentar conseguir fazer o papel de otário.
— Legal, eu vou tentar fazer papel de palhaço.
— Eu pensei nesse, mas achei que seria muito difícil.
— Que nada. Mas eu venho treinando a muito tempo.
— Sério? Quanto tempo?
— Nas últimas eleições eu votei no partido de esquerda.
— É, realmente está se esforçando.
— Você não ensaiou nada?
— Bom, acho que já nasci com vocação para o papel de otário.
— Então por que está tão nervoso?
— É que a concorrência é grande. Me parece que todos querem este papel.
— Não, muitos preferem o papel de palhaço. Afinal, são bem parecidos.
— Mais ou menos.
— Acho que está tentando o papel errado. Olha aquele cara ali rindo de você.
— Não, ele roubou meu celular. Isto é mais pro papel de otário mesmo.
— Acho que estão te chamando.
— É mesmo. Estou indo.
— Boa sorte.
— Obrigado. Sorte pra você também. Acho que o papel de palhaço já é seu.
— Obrigado. Até mais.
— Até.

2 thoughts on “Teatro

  1. Reply Marina mar 17,2010 19:14

    Em alguns momentos da minha vida, eu poderia facilmente concorrer ao papel de otário.

    Adoro diálogos.

Deixe uma resposta